Raça Maine Coon

A revista Popular Cats Series publicou em sua série exclusiva para Maine Coon, um texto muito interessante que descreve perfeitamente este adorável gigante.

Leia o texto abaixo e divirta-se!

Maine Coon, Vida de Gigante.

Por: Diane Morgan | Tradução: Ângela Stoicov (Gatil Cardigans)

 

Conheça o gato que tem beleza, inteligência e muita “gatitude”!

 

O Maine Coon não é realmente resultado da cruza entre guaxinim e gatos domésticos de pêlo curto, mas há uma boa razão para que algumas pessoas suspeitem disso. Durante minha infância no Maine, todos conheciam o Maine Coon como meio-guaxinim e talvez, meio-lince também.Naturalmente, é cientificamente impossível ocorrer o acasalamento entre guaxinins ou linces com gatos domésticos. Mas, vivendo no Maine por muitos anos, sendo dona de Maine Coons, e conhecendo muito bem as maneiras do lince e do guaxinim (ambos abundantes no estado da Árvore de Pinho, o Maine), eu suponho. Eu suponho que as qualidades destes animais misteriosos e bonitos, de algum modo, por alguma osmose espiritual, incorporaram a alma deste gato doméstico e a mudaram para sempre.

 

Maine Coon ou Guaxinim?

A semelhança está em parte na cauda do Maine Coon, que é certamente longa, farta, extravagante, e às vezes com marcação semelhante a do guaxinim. Como outros animais de clima frio, tais como a raposa do ártico e o Rusk Siberiano, esta cauda serve para proteger do frio durante a noite. As orelhas largas e tufadas (ás vezes chamadas de “lynx tips” pelos entusiastas) e os grandes pés (como botas de neve) provavelmente geraram a lenda do Lince. E naturalmente, assim como os guaxinins e os linces, os Maine Coons também têm hábitos noturnos, mas não mais do que qualquer outro gato doméstico.Os Maine Coons também são grandes escaladores, como os guaxinins e os linces, outra qualidade que pode ter gerado as lendas sobre sua origem. Algumas pessoas acham que os Maine Coons não são “verticalmente orientados”, possivelmente por serem muito pesados. Entretanto, o fato é que estes gatos podem perfeitamente escalar superfícies inclinadas. Eles realmente podem fazer qualquer coisa!Então há a questão do fetiche por água. Como os guaxinins, os Maine Coons são totalmente fascinados por água em qualquer forma. Se eles não temerem a água, eles se rendem a ela. Muitos passarão divertidos minutos, todos os dias, brincando com seus potes de água ou tentando abrir a torneira. Às vezes eles conseguem! Também gostam de banhos. Um dos meus, tiraria sonecas no chuveiro!!!

Talvez sua afinidade com a água seja devido à qualidade de sua pelagem, que é parcialmente impermeável. Este gato realmente tem que ser sentido para ser apreciado. Embora sua pelagem não seja tão longa como a do gato persa, seu casaco denso exige cuidados, como escovação com pente largo, duas vezes por semana. No entanto, o casaco não emaranha como ocorre nos pêlos de outras raças de pêlo longo, pois o Maine Coon tem um pêlo mais curto. Isto é um fator positivo para as famílias que apreciam a beleza de um gato de pêlo longo, mas preferem um animal que requer cuidados menos intensivos.

Outra característica semelhante ao do guaxinim é a destreza no uso de suas patas enormes. Para recolher um brinquedo ou um grão de alimento, eles agarram com os dedos, envolvendo o item. Alguns Maine Coons realmente mergulham o alimento na água, semelhantemente como faz o – bem! – guaxinim. Então, embora o Maine Coon seja elogiado como uma das mais velhas raças naturais dos Estados Unidos, sempre há algo de “não-natural” relacionado com esta grande beleza.

 

Eles têm personalidade.

Uma coisa separa completamente o Maine Coon de qualquer animal selvagem – seu comportamento social, encantador e personalidade orientada para a família. O Maine Coon é um gato para o proprietário que realmente quer um gato em cada sentido da palavra. Uma das maiores raças de gato, o Maine Coon se faz perceber de maneira encantadora. Ocupam maior espaço nos sofás do que um gato médio, embora sejam igualmente famosos por espremerem-se em cantos improváveis e de formas estranhas.

Não há nada que não possamos gostar neste gigante encantador. De um tempo quase extinto, o Maine Coon agora anda quase no topo dos mapas populares de gatos – e por uma boa razão. O Maine Coon causa uma impressão imediata: é extremamente grande, belamente revestido, e possui uma gloriosa cauda longa!

Parte da popularidade do Maine Coon deve-se ao seu visual – mas o restante deve-se a sua excelente personalidade. Você pode se impressionar com seu visual, mas vai se apaixonar por seu caráter!

O Maine Coon é leal e amigável, mas não neuroticamente pegajoso. Para aqueles que gostam de filhotes brincalhões, preparem-se!!! É uma raça de amadurecimento lento. Mesmo quando jovens, agem como filhotes. Ainda assim, é uma raça de temperamento tranqüilo, que não irá te aborrecer com bagunças pela casa. Não é tão preguiçoso e nem muito cheio de energia. A maioria prefere brincar pela manhã e à noite. O resto do tempo, permanecem calmos, como criaturas sensatas que são.

Os Maine Coons são muito dedicados à sua família humana, embora possam ser cautelosos (mas não tímidos) com estranhos. A natureza generosa do Maine Coon permite aceitar bem as crianças, outros gatos e até cães. Naturalmente, não é aconselhável deixar um gatinho pequeno sozinho com um cão antes que você tenha certeza de que sejam amigos. Mesmo um cão bem intencionado, quando agitado, pode machucar um filhote de gato. Porém, devo dizer que alguns Maine Coons gostam mesmo é de “aprontar confusão”!

 

Peculiaridades e Qualidades.

A sociabilidade do Maine Coon estende-se até mesmo aos seus hábitos alimentares. Alguns não gostam de se alimentarem sozinhos e esperam a presença de outros gatos ou de seus donos para comer. Lembre-se que estes gatos são maiores que a maioria dos gatos, e também comem mais.Se você possui um cão pequeno, terá que aceitar que seu Maine Coon poderá ficar três ou quatro vezes maior do que ele. Embora seu Maine Coon possa vir a ser o “chefe” de seu cão, é improvável que ele possa agredí-lo ou intimidá-lo. O apelido de “gigante gentil” é bem merecido da raça – os Maine Coons raramente apresentam problemas de comportamento. São muito sensatos.

Em termos de mentalidade, o Maine Coon foi comparado a uma criança de três anos de idade: inquiridor, encantador e totalmente inocente. Embora seja normalmente bem comportado, um Maine Coon pode criar algumas confusões em sua casa. Qualquer gato pode estragar objetos caros, mas o tamanho avantajado de um Maine Coon permite estragar com maior eficiência. Isso não quer dizer que os Maine Coons sejam gatos destruidores. De modo geral, eles não fazem mais do que fazem os outros gatos. Mas, quando decidem “refazer a decoração do ambiente”, eles a fazem com o dobro do estrago. Isto não quer dizer que “extrair as unhas dos gatos” seja uma boa opção para os donos. É mais seguro, mais humano, e muito mais barato instalar arranhadores pela casa e manter as unhas do gato sempre aparadas. Você também poderá instalar arranhadores salva-cantos nos sofás, algo que atrai muito os gatos. Além do mais, o Maine Coon é considerado um dos felinos mais esperto e treinável. Muitos aprendem a andar com coleiras. Se você decidir tentar, utilize um peitoral antes de usar a coleira.

Maine Coons são fortes também, o que favorece durante as brincadeiras de luta entre os machos. Os brinquedos são muito recomendáveis para esta raça – sua inteligência requer estímulo de atividade. São especialmente afetuosos com brinquedos do tipo pesca-gato. Mas cuidado! Um Maine Coon pode facilmente arrebentar cordões de modelos mais fracos, por isso, selecione um tipo de melhor qualidade. E lembre-se sempre de guardar o brinquedo após as brincadeiras – são gatos curiosos, especialmente os filhotes, e podem engolir barbantes ocasionando sérios problemas de saúde, e de tratamento caro.

Outro hábito bizarro de brincadeiras do Maine Coon é fazer carinho em seu dono, empurrando com a cabeça, e eu quero dizer isso no sentido literal! Os grandes Maine Coons são capazes de aplicar um golpe poderoso com a cabeça, e eu falo por experiência própria!!! Parece ser uma espécie de brincadeira inofensiva, que eles preferem fazer com sua pessoa favorita. E se esta pessoa não está disponível, ele então prosseguirá para a próxima pessoa da “lista de autoridade do lar”. Todos estes hábitos machistas de brincadeiras do Maine Coon, só faz cativar ainda mais o macho da espécie humana. Ele é de fato um gato do homem. Mesmo os homens que dizem não se importarem com gatos, ficam encantados com este animal imenso e brincalhão.

 

Meninos Contra Meninas.

A maioria das pessoas concordam que, entre os dois sexos, os Maine Coons machos são mais brincalhões e engraçados. As fêmeas parecem ser mais comportadas, de acordo com o sexo frágil (semelhantemente aos humanos, talvez). Por outro lado, as fêmeas parecem ser mais afetivas à toda a família, e os machos tendem à escolher uma pessoa favorita e desconsideram o restante, a menos que sintam que não estão sendo correspondidos. (Nem sempre é bom ser o favorito – eles exigem muito!!!).

Os Maine Coons gostam de participar das atividades da família, especialmente daquelas que envolvem água, tal como jardinagem, banhos, barbear e lavar louças. Obviamente que eles não ajudam em qualquer uma destas tarefas. Gostam mesmo é de observar.Eles não são barulhentos como os siameses e nem são totalmente silenciosos. Raramente proferem um convencional “miau”, mas possuem um vocabulário raro próprio, consistindo em “pios” suaves, “purrrs” ásperos e trinados bizarros. Raro entre gatos, talvez, mas tenho que dizer que a vocalização do Maine Coon apresenta uma grande semelhança com a do guaxinim. Provavelmente, uma coincidência.

 

Há um Camundongo na Casa!

O Maine Coon também é muito famoso por sua capacidade superior de caçar ratos, que historicamente deu a ele um lugar ao lado da lareira, mesmo na casa mais obstinada do Maine, durante o mais terrível dos invernos.O elogio de maior caçador de ratos se deve não só à sua rapidez (surpreendente num gato deste tamanho), mas também às suas enormes patas agarradoras. Hoje, porém, apreciamos o Maine Coon por muito mais do que por suas habilidades de caça. Sua inteligência, afeto, encanto, independência, beleza e tamanho fazem destes magníficos felinos, seres verdadeiramente singulares. E ainda há aquele “ar selvagem”…

 

Fonte: http://www.catchannel.com